escalabilidade-15

Problema da Escalabilidade

O problema da escalabilidade do Bitcoin é uma consequência do fato de que os registos (conhecidos como Blocos) na Cadeia de Blocos (Blockchain), estão limitados a 1MB. As taxas de mineração do Bitcoin para o processamento de transacções de Bitcoin, subiram acima de US $25 por transação em Dezembro de 2017, tornando os pequenos pagamentos dispendiosos.

Os Blocos do Bitcoin incluem as transacções na rede Bitcoin. Em contraste, o pico de 24,000 transacções por segundo, que a “Visa” têm, é muito superior a capacidade máxima teórica da rede Bitcoin, que têm um limite de tamanho por bloco de 1MB e que fica entre 3,3 e 7 transacções por segundo.

O limite de 1MB criou uma oferta no Bitcoin, resultando no aumento das taxas de transação e atrasou o processamento de transacções que não podem se encaixar em um Bloco. Várias propostas têm aparecido sucessivamente, sobre como dimensionar os blocos da rede Bitcoin.
Business Insider em 2017 caracterizou este debate como uma “Batalha Ideológica sobre o futuro do Bitcoin”.

 

escalabilidade-16

Lightning Network

A Lightning Network é um projecto em desenvolvimento que visa corrigir a escalabilidade do Bitcoin. Lightning Network exigirá colocar uma transação de financiamento na cadeia de blocos para abrir um canal.

O fornecedor de pagamentos, Bitrefill, tweetou em Dezembro de 2017 confirmando que era sua, a primeira transação Relâmpago operando na rede Bitcoin.

Em Janeiro de 2018, o Blockstream lançou um Sistema de Processamento de Pagamento para revendedores da web chamado “Lightning Charge”, e observou, que o Relâmpago estava ao vivo, no main-net, com 200 NODES operando a partir de 27 de Janeiro de 2018 e aconselhou que ainda deveriam ser considerados, como que “em testes”.